21
Nov 13

 

A felicidade não é um caminho.

Não chegamos à felicidade e estacionamentos o carro e tiramos lá um dia de férias – Agora vou descansar, vou ser feliz por uns dias, estou cansado da rotina, estou mesmo a precisar. Não, não é assim.

Agora vou ser feliz uns dias, depois volto à rotina da infelicidade diária. Não, não é assim.

A felicidade é como um tio afastado que nos visita inesperadamente.

De repente, quando menos esperamos, vai embora e voltamos aos dias de turbulência.

Aguardamos ansiosamente pela próxima visita, fazemos o que podemos para que seja o mais rapidamente, às vezes conseguimos um telefonema, um dia bem passado, conseguimos ir visitá-lo quase diariamente, mas subitamente desaparece e volta tudo ao mesmo.

Volta tio, estás perdoado!

publicado por resgates dificeis às 09:17

CorretorEmoji

Notificações de respostas serão enviadas por e-mail.


Novembro 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
23

24
25
26
27
28
29
30


subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO