07
Mai 13

Tempos cinzentos, sem esperança, sem energia.

Ar fresco precisa-se!

Os dias passam sem ordem, sem sabor. Não chegamos a lado algum, sem esperança, e é nesse estádio que me encontro agora.

O desânimo não me deixa respirar, não me deixa sonhar, não me conduz a algo construtivo e forte.

Ar fresco precisa-se!

A espera desespera e conduz a um beco escuro, sem fé, sem vontade.

Ando à deriva na espera de não ter que esperar mais.

Alguém que empurre para a luz. Preciso tanto dela, mas não a alcanço.

Ar fresco precisa-se!

publicado por resgates dificeis às 15:26

Maio 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
18

19
23
25

26
27
28
29
31


mais sobre mim
pesquisar
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO